LOCAL: Salão Norte

Dia 01/06 – (quinta-feira)


  • 13h30 às 15h30

Tecnologias EDUCACIONAIS (Elfutec)

Esse minicurso com base nos direcionamentos do MEC visa a oferecer aos educandos uma ferramenta a mais que os auxilie na inserção de materiais e tecnologias para uso em sala de aula. Tendo em vista a revolução tecnológica como uma potência a ser considerada, serão apresentadas orientações pertinentes ao contexto atual e futuro do sistema educacional, como incorporação de sites, vídeos, games, animações e todos os recursos da tecnologia da informação e comunicação.

Ministrantes:


Clystiane Felizola dos Reis

Professora Do Ensino Fundamental I – 1º ao 5º ano. Professora Na Universidade do Estado de Minas Gerais – UEMG – curso de Pedagogia. Tutora e Monitora na Universidade Cruzeiro do Sul (UNIFRAN). Professora na Pos-graduacao em Psicopedagogia na PUC campus Pocos de Caldas. Professora no Curso Normal Médio com aproveitamento de Estudos. Supervisora Educacional. Diretora Pedagógica.

 



  • 15h30 às 17h30

Educação democrática e projetos: por proposições e práticas não abjetas (por Coletivo Educação)

É possível desenvolver procedimentos didáticos na rede pública de educação que não se furtem aos problemas substanciais de nosso tempo? Os professores do Coletivo Educação de Poços de Caldas-MG demonstram que sim. Discriminação racial e de gênero, degradações ambientais, autoritarismo, corrupção, desigualdades socais, desafios da linguagem e crise do conhecimento são importantes temas que estes educadores debaterão no minicurso, partindo de atividades desenvolvidas nas escolas em que atuam, com turmas de ensino infantil, fundamental e médio. A proposta colaborativa que marca essencialmente um grupo autônomo e incisivo como este estimula a educação solidária e dialógica.

Ministrantes:

cleitonCleiton Donizete Corrêa Tereza

Professor de História da rede municipal de Poços de Caldas e da rede estadual de Minas Gerais, atuando nos ensinos fundamental, médio, EJA e em projetos de educação de tempo integral. Natural da vizinha cidade de Cabo Verde reside há 10 anos em Poços de Caldas. Mestre em Ciências Humanas pelo programa Humanidades, Direitos e Outras Legitimidades (Diversitas-USP), dedica-se especialmente aos estudos em trabalho em Educação a partir de saberes interdisciplinares. Desde 2015 milita no Coletivo Educação por uma rede pública de ensino democrática, que possibilite ampliar a leitura de mundo como parte de um movimento que fortaleça a construção de uma sociedade fundamentada na justiça social.


ana-paula
Ana Paula Ferreira

Graduada em Pedagogia (UEMG), especialista em História Contemporânea (PUC) e em Práticas de Alfabetização e Letramento (UFSJ). Docente da rede municipal de Poços de Caldas e supervisora da rede estadual tendo atravessado os caminhos da Educação Infantil, Ensino Fundamental, EJA e escola de tempo integral. Participou por 8 anos da Educafro, curso pré-vestibular comunitário, enquanto professora e coordenadora pedagógica e hoje é mestranda em Educação (UNIFAL), membro do Coletivo Educação e do Coletivo Feminista Jaçanã Musa dos Santos.


lucas
Lucas dos Santos

Graduado em História pela Unifeob, atua como professor na rede pública estadual de Minas Gerais, lecionando no Ensino Fundamental e Médio. Membro do Coletivo Educação e militante do movimento negro, desenvolveupesquisas relacionadas à história da população negra no Brasil com ênfase na atuação do movimento negro brasileiro.


priscilla
Priscilla Rennó Almeida

Bióloga e Mestre em Ciência e Engenharia Ambiental pela UNIFAL. Desde 2014 atua como educadora de campo no Programa ECOA (Educação Comunitária Ambiental), pelo Instituto Alcoa, nas escolas municipais de Poços de Caldas, trabalhando a metodologia de Aprendizagem Baseada em Projetos (ABP). Participou por 3 anos do Coletivo Corrente Cultural como gestora do Núcleo Verde e atualmente é membro do Coletivo Educação.



Dia 02/06 – (sexta-feira)


  • 08h30 às 10h30

Oficina Jogos do Mundo: Jogos de tabuleiro em evidência (Córtex)

Numa perspectiva lúdica, a criatividade deve ser a mola propulsora no processo de ensino e aprendizagem, pois a dificuldade de motivar os alunos é uma barreira real. Assim, se a escola é para todos, jogos, brincadeiras e estratégias de ensino diferenciado devem ser utilizados em todos os níveis escolares como incentivo ao desconhecido e um desafio às suas potencialidades visando atender à diversidade presente no sistema educacional. Todos os profissionais e jogadores envolvidos nesse processo tem a possibilidade de estimular funções complexas do cérebro, tais como a memória, a atenção, a consciência, a linguagem, a percepção, o pensamento e, também, a experimentação de vivências únicas repletas de emoções e diversão.A iniciativa propicia que todos os participantes se tornem agentes disseminadores levando o conhecimento dos jogos e suas regras para outros ambientes, aperfeiçoando estratégias.

Vamos jogar?

Ministrante:

Marco Aurélio da Silva

“Sou um apaixonado por jogos desde minha infância e tive a oportunidade de conhecê-los por meio de uma psicóloga fantástica. Me encontrei neste mundo e entre idas e vindas a locais diferentes e jogadas com pessoas inesquecíveis adquiri muita experiência e um acervo que hoje conta com mais de 200 exemplares diferenciados. Com mais de 10 anos em pesquisas, 2 anos de formação de profissionais da educação (diretores, coordenadores e professores da cidade de São Bernardo do Campo), proprietário da empresa Córtex tabuleiros, pós graduado em lazer e recreação pela FEFISA, graduado em educação física plena pela Universidade Metodista destino todo o meu tempo para oportunizar e criar momentos de interação e descontração entre as pessoas e assim gerar aprendizados significativos.”



  • 10h30 às 12h30

Como montar uma aula motivacional (Elfutec)

Esse minicurso explana sobre o desafio de inovar metodologias e didática, diante do tradicionalismo presente em instituições e nos profissionais da educação.
Ao refletir sobre “o quê” o professor tem levado para a sala de aula que o aluno não possa aprender na internet, somos desafiados diariamente a repensar nossas práticas docentes.
Pesquisas revelam que o nível de concentração dos estudantes em sala de aula abrangem apenas 25%. Essas informações apontam a necessidade de refletir sobre uma atuação que vise atrair a atenção dos alunos.

Ministrante:

robertaRoberta Queila Abreu Miguel

Pedagoga – Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG)/Campus Poços de Caldas.

Pós-graduanda – Administração escolar e Supervisão – Faculdade Venda Nova do Imigrante.

Professora alfabetizadora  e atuante no Curso Profissionalizante Normal Médio com Aproveitamento em Estudos.



  • 14h às 16h

Adolescência e Juventude no Cotidiano Escolar (Instituto Federal)

O minicurso tem como objetivo dialogar sobre a representação e a representatividade de adolescentes e jovens no espaço escolar, considerando a questão da territorialidade na organização do currículo acadêmico. Durante o minicurso, serão abordados os seguintes temas: a constituição dos sujeitos no cotidiano escolar, a elaboração do currículo como espaço para dialogar sobre territorialidade e o registro do trabalho educativo com adolescentes e jovens.

Ministrante:


Berenice Maria Rocha Santoro

Possui graduação em Pedagogia, mestrado em Educação Especial e doutorado em Ciências – Psicologia. Atua como pedagoga no IFSULDEMINAS – Campus Poços de Caldas e já trabalhou como professora na educação básica e no ensino superior e em setores administrativos da educação. Em pesquisa, atua nas seguintes áreas: fundamentos da educação, psicologia educacional, educação especial, educação de surdos e análise de discurso.



LOCAL: Museu

DIA 01/06 – (quinta-feira)


  • 13H30 ÀS 16H30

Estudos do Meio Como Recurso Para se Compreender uma Cidade (instituto Federal)

O objetivo do minicurso e elucidar a importância dos “estudos do meio” para a melhor compreensão dos espaços urbanos. Para tanto, no decorrer do minicurso serão demonstrados e explicados como os usos de imagens, de recursos cartográficos e os trabalhos de campo podem, de maneira integrada, favorecer ao educando compreender e analisar as características socioespaciais e paisagísticas de uma cidade. A atividade interagirá questões teóricas e práticas, sendo esta representada por um ”trabalho de campo” pela área central da cidade de Poços de Caldas, em que serão visualizados alguns aspectos antrópicos e naturais presentes neste contexto espacial.

Ministrante:

alexandre
Alexandre Carvalho de Andrade

Licenciado e Bacharel em Geografia (2001), Especialista em Geografia do Turismo (2003), Mestre em Geografia (2005) e Doutor em Geografia: Organização do Espaço (2014), cursados na UNESP – campus de Rio Claro. Tem experiência em pesquisas e docência nas áreas de organização dos espaços urbanos e rurais, turismo, análise populacional e dinâmicas econômicas regionais. É professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas (IFSULDEMINAS) campus de Poços de Caldas, e coordenador do curso de Geografia desta referida instituição.